Nº DE VISITAS

segunda-feira, 17 de março de 2008

AS DUAS CARAS DA NOVELA

Na briga pela audiência, novela da Globo apela para plágio e agressão aos evangélicos

Quem assiste à novela das oito "Duas Caras" não imagina o quanto há mensagens por trás de cada personagem e quanto preconceito e crítica há em cada situação apresentada. Veja os fatos e você também irá concordar.

O PLÁGIO

Depois do enorme sucesso da telenovela apresentada ano passado pela Rede Record, "Vidas Opostas" e das vezes que conseguiu a liderança com suas marcas no IBOPE, a Rede Globo reagiu com uma trama muito parecida e que certamente é uma imitação um tanto modificada da apresentada pela Record.
A favela Portelinha, o romance de Lázaro Ramos e Débora Falabella, o contexto social - tudo se assemelha ao apresentado na novela da emissora rival. "Duas Caras" é uma versão global da novela da Record. Que falta de criatividade, não?

O PRECONCEITO CONTRA EVANGÉLICOS

CONTRA OS EVANGÉLICOS - A deturpação explícita da imagem real do "crente" (termo no qual a própria novela se mostra tratar) é a pior agressão visual e moral na trama. A personagem Edivânia ensandecida e fora de si pratica ações de loucura e se diz serva de Deus - uma sátira aos evangélicos, uma infâmia aos olhos de qualquer um.
No dia 12 de março, Duas Caras rendeu 42 pontos na prévia da audiência com uma cena que deixou os telespectadores parados diante da TV. Liderados por uma possuída Edivânia (Susana Ribeiro), uma multidão ameaça linchar o triângulo amoroso formado por Dália (Leona Cavalli), Heraldo (Alexandre Slaviero) e Bernardinho (Thiago Mendonça).

“A cena foi muito forte, mostrou a outra cara do preconceito e da hipocrisia de determinadas pessoas, que pareciam que os estavam aceitando, mas não estavam”, analisa a atriz Leona Cavalli. “Era uma cena bem intensa e de emoção bem complicada”, completa Thiago.

Uma orientação que a atriz Susana Ribeiro recebeu do incompetente diretor Wolf Maia antes de fazer o papel foi a que ela mesma disse: "Antes de mais nada, eu deveria parecer louca". Então, para a Rede Globo evangélicos cristãos são tidos como "loucos".

O mais lamentável é que a novela tem um alto poder de manipulação e influência na vida das pessoas. Com isso, agrava-se o preconceito e cada vez mais ele é perpetuado. Por isso, fique de olho. Entreveja tudo e tente entender as duas caras de todas as coisas do mundo.

10 comentários:

Rapaz...
por mais q eu odeie a globo, não achei nenhum tipo de preconceito.

acho q isso foi dor de cotovelo a record...

Eu já fui numa missa de evangelicos e eles são loucos msm.

Sem querer entrar no mérito da questão (apesar de achar que não foi preconceito), lembro a todos que na mesma novela existiu o episódio da invasão da favela onde uma menina morreu no tiroteio e tanto ela como seu pai eram pessoas do bem e também "crentes" e tem também o personagem Ezequiel, um cidadão honesto, de bem, que procura ajudar as pessoas. Se fosse uma questão de "pichar" a imagem do "evangélico" esses personagens não poderiam existir na trama, concordam?

Abração e PAZ PRA TODOS:

Saudações Celestes
SITE/BLOG.....CRUZEIRO: O MAIOR DE MINAS
SAIBA TUDO SOBRE O MAIOR DE MINAS no Site
SAIBA TUDO SOBRE O MAIOR DE MINAS no Blog
ENTREM E SINTAM-SE A VONTADE

Seu blog é muito bacana. Parabéns.

Obrigado pelas críticas.
Principalmente a de Carlão Azul, que argumentou e me convenceu de que as coisas não são bem assim mesmo.

Valeu.

Se tem algo que eu gosto é de participar de uma discussão séria, sem apelações. Fico satisfeito de ter podido contribuir com algo.

Parabéns pelo seu blog Narlir, muito bem projetado...
Abração.

Pois.... eu não sei dizer se a novela é preconceituosa ou não, porque simplesmnet não assito tv aberta.... mas, eu já fui alvo de manifestações de algun s"crentes" ou "evangélicos"... e, em alguns momentos, eles me pareceram bastante loucos sim!

Será que não retrata "algumas" realidades?

o comentário que eu teria a fazer sobre esse fato está todinho em um post do meu blog. se quiser dar uma olhada... depois me diz o que acha.

Faz um bom tempo que não assisto novelas. Arrisco dizer que a última que assisti foi "Chocolate com Pimenta", uma das poucas com história, música, cenários e personagens muito bons.
Atualmente o cenário novelesco da Globo se resume em escândalos envolvendo igreja, drogas, sexualidade, violência e, como citado no seu post, plágios imensos. Onde se encontra a criatividade? Cadê as histórias que se destacam? Tudo trocado pela atenção do povo e por dinheiro. Nada diferente dos Big Brothers da vida.

eu sou catolico e moro em silvianopolis e no dia 13 de março de 2008 e na missa o padre comentou todos da minha acharam a cena muito forte e preconçeituosa

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More