Nº DE VISITAS

segunda-feira, 11 de fevereiro de 2008

AS 5 MAIORES OBRAS LITERÁRIAS

Veja agora a lista com as cinco obras literárias da língua portuguesa que não podem faltar na sua biblioteca

Você muitas vezes pode não ter gostado da lista de livros que sua professora de Literatura mandava todo mês nos tempos de escola. Porém, vários deles estão nessa lista feita por mim após diversas pesquisas, obras que são imortais.

Lugar: Machado de Assis - Dom Casmurro (1899)

A obra que narra o romance de Bentinho e Capitu revolucionou a literatura. O genial Machado de Assis conduz um enredo onde, até hoje, não se sabe se houve traição.
Livro exigido de 8 entre 10 vestibulares, obra que todo apreciador da leitura deve ler e apreciar as desventuras de Bento, Escobar, Capitu, D. Glória e os demais personagens que elencam este livro que ganha o primeiro lugar.

2º Lugar: José de Alencar - Iracema (1865)

O livro totalmente escrito em prosa poética é um documento de pura história e cultura. Seu título original, como muitos não sabem, é "Iracema - A Lenda do Ceará" - que conta realmente como o estado no qual Alencar nasceu teve suas origens.
Obra de múltiplas excelências, onde cada personagem e característica tem sua simbologia e característica que vai cul
minar na poesia e na forma brilhante na qual o romance de uma índia com um branco se desenrola.

3º Lugar: Gil Vicente - Auto da Barca do Inferno (1517)

O livro mais antigo que ainda vive na mente dos estudantes. Este ano este livro completa 491 anos! E, mesmo depois de tanto tempo, é uma peça que é uma preciosidade da literatura de nossa língua.
Gil Vicente é, sem dúvida, o maior representante do Humanismo - período literário onde começaram a ser deflagradas as ações do dia-a-dia com um
olhar mais crítico. Auto da Barca do Inferno é uma das obras mais recompensadoras, tanto na leitura quanto ao assistir a peça no teatro.

4º Lugar: Graciliano Ramos - Vidas Secas (1938)

Um fiel retrato da vida no sertão, o duro cotidiano dos retirantes em busca de uma vida menos seca.
Uma obra revolucionária, tratando os seres humanos como animais e dando relevância a uma personagem incomum. Eis que falo de Baleia, a cadela mais famosa da literatura brasileira. Foi dela que Graciliano se inspirou para escrever essa história. O animal que pensa, que age e que invade o coração de todos os leitores.
Crítica à uma vida sem esperança, a um sonho que nunca é realizado na vida de personagens que, infelizmente, tambem existem na vida real.

5º Lugar: Carlos Drummond de Andrade - A Rosa do Povo (1945)

É claro que o maior poeta brasileiro não podia faltar nesse ranking. Os poemas de "A Rosa do Povo" são singelos, críticos, desafiadores e únicos. A dose de Drummond é exata, e em sua metalinguagem há o tiro certeiro na realidade do mundo e da vida.
Poesias como "A Flor e a Náusea" e "Áporo" se destacam por sua originalidade e crítica. Arrisco dizer que as poesias de Drummond nessa obra são extraordinárias e são tão ricas quanto as de Fernando Pessoa e Manuel Bandeira.


E aí? O que está esperando para ler? Eu já li, e vocês não sabem o que estão perdendo...

1 comentários:

Putz valeu a dica... falta-me ler dois deles, mas deste ano nao passa rs.
Inté!

Twitter Delicious Facebook Digg Stumbleupon Favorites More